Fotografia

Deriva Fotográfica do Bem

  Oi pessoal, está chegando o dia de um evento que está se tornando anual aqui em Goiânia, a Deriva Fotográfica do Bem, um dia em que pessoa dispostas a andar a deriva pelo centro da cidade com uma câmera na mão para registrar aspectos as vezes ignorados no dia a dia.

A atividade que nasceu em 2008 como optativa do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Goias (UEG) – minha querida faculdade, rsrs. -. Em 2010 quando já nem era mais matéria da faculdade alguns alunos juntamente com o professor Bráulio Vinícius Ferreira resolveram continuar a proposta oferecida anteriormente como atividade acadêmica e uniram assim a fotografia à ação beneficente, em que cada um levou um gênero alimentício para ser doado posteriormente.
Já em 2011 o evento ainda informal contou com 140 participantes e em 2012 contou com 203 inscritos. 
   Depois desse breve explicativo pra quem não conhece o projeto eu venho reforçar que ele é incrível e um exemplo para ser repetido em outras ocasiões também. Compareci as edições de 2011 e 2012 e não me arrependo é muito prazeroso, e o centro da nossa cidade é riquíssimo. Na correria em que vivemos não temos tempo pra apreciar a arquitetura, a cidade e nem mesmo aquelas figuras características que você já pensa: é a cara do centro.
   Quando era pequena me lembro de ir com meu pai todo domingo pra lá onde ele ia ao Camelódromo, almoçávamos e tudo mais. Hoje em que se discute a descentralização das grandes metrópoles brasileiras, vale a pena andar, sem compromisso, só fazendo os seus registros. Imagino ser uma forma de redescobrir o centro.
  Esse ano a Deriva vem como um evento mais consolidado com a temática: O centro que eu nunca vi. 
  As inscrições já estão sendo feitas pelo site e este ano vão ter dois momentos: nos dias 16 e 17 de agosto.

No dia 16: Bate Papo “A arquitetura, a fotografia e a poesia – olhares sobre a cidade” às 20:00h no Centro de Cultura da UFG, Praça Universitária, com a participação da Arquiteta Marcia Metran, do Fotógrafo Helio de Oliveira e do Poeta Alexandre Marino. 
O objetivo do bate papo é provocar o debate sobre arquitetura, fotografia e cultura urbana.
No dia 17: A Deriva propriamente dita que terá início com a concentração dos participantes às 8:00 na Praça Cívica, em frente ao coreto. Em seguida, será realizada a entrega dos litros de leite, são divididos os grupos, boas-vindas e orientações aos participantes e às 9:00 começa a caminhada. 
  Separei alguns cliques de participantes das derivas anteriores:

  Quem é de Goiânia ou até mesmo Anápolis não pode perder a oportunidade é muito bacana, confiram mais detalhes pelo site. 

   E então, consegui motivar alguém a ir também?! Aos acadêmicos de plantão, a deriva vale certificado pra atividade extracurricular também o/
DERIVA FOTOGRÁFICA DO BEM
Instagram: @derivafotograficadobem (aqui vocês vão encontrar imagens belíssimas)
Espero que tenham gostado. Comentem 🙂
beijo beijo
1

Últimos Looks